5-5-2018 – 34º Aniversário da Delegação nº 1 do Feijó do CSA

5-5-2018 – 34º Aniversário da Delegação nº 1 do Feijó do CSA

No dia 5 de Maio, festejou-se o 34º aniversário da Delegação nº 1 do Feijó do Clube do Sargento da Armada.

Na cerimónia estiveram presentes as mais diversas entidades. 

Muito nos honrou a presença de S. Ex.ª Chefe Estado Maior da Armada e Autoridade Maritima Nacional, Almirante António Mendes Calado que presidiu à cerimónia. 

Esteve presente o Sr. Luis Palma Presidente da União de Freguesias Laranjeiro e Feijó, o Clube Militar Naval o Clube de Praças da Armada. Estiveram ainda presentes a AOFA, a ANS, a AP. A Todas estas entidades, associações, coletividades, os muitos associados e amigos do CSA que marcaram a sua presença, representando bem o reconhecimento do trabalho que o CSA ao longo da sua história tem desenvolvido em prol da cultura do desporto e do seu envolvimento em atividades sociais.

No discurso de abertura da cerimónia o Presidente da Direção Rui Nogueira saudou e agradeceu a presença de todos. É revigorante que ao cabo de 34 anos de atividade da Delegação do CSA ela se mantenha com uma enorme vitalidade prespetivando-se para a nossa Delegação um bom futuro. São estes momentos de reconhecimento e união que nos fazem acreditar que é possível levar esta obra por diante. Com humildade, lealdade, seriedade e transparência continuará o CSA o seu caminho. Enaltecer e agradecer aos colaboradores, atletas, associados e amigos que com muita dedicação e esforço elevam diariamente o prestígio do CSA, nunca é demais. Sem eles nada seria possível.

Seguidamente tomou a palavra S. Ex.ª  Chefe do Estado-Maior da Armada e Autoridade Marítima Nacional, que agradeceu o convite que lhe foi endereçado, realçando a importância que o CSA tem em particular para aqueles que fazem dele ponto de encontro como sendo um local de prolongamento dos momentos passados na briosa.

Logo de seguida foi tempo de o nosso Coro Polifónico, afinadíssimo, fez uma pequena actuação com temas alusivos ao mar.

Seguiu-se um momento cultural, com a atuação do Quarteto de Sopro da Armada.

Por fim cantou-se os parabéns, partiu-se o bolo e conviveu-se como é apanágio dos Sargentos e dos marujos.