294978 Sargento-mor R ANTÓNIO GOMES DOMINGUES CANHÃO

14-08-2015 15:21

Por despacho do Almirante Chefe do Estado-Maior da Armada, de 24 de julho de 2015, foi considerado como dado por si próprio o louvor concedido, em 27 de outubro de 2014, pelo 20980 Capitão-de-mar-e-guerra JOSÉ ANTÓNIO CROCA FAVINHA, Diretor do Centro Integrado de Treino e Avaliação Naval, ao 294978 Sargento-mor R ANTÓNIO GOMES DOMINGUES CANHÃO, o qual se publica:

Vai passar à situação de reserva o 294978 Sargento-mor R António Gomes Domingues Canhão, após 36 anos de Serviço na Marinha, tendo nos últimos cinco anos servido no Centro Integrado de Treino e Avaliação, no Departamento de Treino e Avaliação.

O valor agregado que resultou do conhecimento adquirido ao longo de uma longa carreira de dedicação ao serviço, em que desempenhou variadíssimas funções na área das operações, sempre com competência, fazem do Sargento-mor Canhão um militar de grande valor e um referencial para os militares mais modernos.

Determinado, com grande capacidade de trabalho e sentido de responsabilidade, organizou meticulosamente as tarefas que lhe estavam cometidas, apresentando sempre as respostas adequadas às diversas situações com que se deparava no quotidiano. A sua ação e desempenho foram decisivos para o eficaz planeamento dos Planos de Treino das fragatas e do reabastecedor de esquadra, prestando uma assessoria eficaz e de qualidade ao responsável pelo planeamento do treino. Demonstrou um assinalável espírito de iniciativa, coordenando os recursos externos e internos, necessários para a execução do treino e procurando com sensatez e persistência ultrapassar as variadíssimas vicissitudes diárias. Durante parte deste período coordenou o planeamento do Plano de Treino de Porto, onde a sua atenção ao detalhe e o seu profundo conhecimento da área operacional e das guarnições dos navios, foram decisivos para os bons resultados obtidos.

Pessoa afável e de grande lisura no trato, contribuiu com a sua boa disposição para a existência de um bom ambiente de trabalho na unidade e assim como para a moral da guarnição, dando amiúde o seu contributo avisado para a tomada de iniciativas que contribuíssem para o bem-estar da guarnição.

Pelo que antecede, é com grande satisfação, que no uso da competência que me confere o n.° 2 do artigo 64.° do Regulamento de Disciplina Militar, louvo o 294978 Sargento-mor R António Gomes Domingues Canhão, em reconhecimento pela sua longa carreira do serviço e pelas extraordinárias qualidades pessoais e profissionais evidenciadas, considerando que os serviços por si prestados contribuíram de forma significativa para o cumprimento da missão do Centro Integrado de Treino e Avaliação e consequentemente da Marinha.

 

Voltar