22-2-2015 - Sargentos da Armada comemoram o 40º aniversário do seu Clube

22-2-2015 - Sargentos da Armada comemoram o 40º aniversário do seu Clube

Foi na Sede Social em Lisboa, cheia, mas já antes, na Delegação do Feijó, tinham passado e aproveitado para almoçar um número bastante significativo de associados, perto das duas centenas o que nos leva a pensar que todo o esforço que a actual Direção tem tido na promoção do Clube começa a dar resultados reais. A comemoração dos 40 anos, foi um momento de grande importância para o CSA, seus dirigentes e associados. Momento que estimula e anima todos aqueles que continuam a Obra Grande dos Sargentos da Armada, o CSA

Logo de manhã, iniciaram-se as comemorações com a Eucaristia na Capela da Nossa Senhora do Mar, presidida pelo Capelão Costa Amorim que enalteceu por diversas vezes a importância do CSA na vida comunitária da Marinha, como porto de abrigo e refúgio cultural e recreativo. Foi uma homilia plena. O  Padre Amorim revelou a sua satisfação por a Direção se ter recordado de fazer memória por todos aqueles que iniciaram e edificaram a grande obra dos Sargentos da Armada e por reencontrar algumas caras que já não via algum tempo e outras que apareceram de novo. A participação na homilia contou ainda com a presença do representante do Comandante da BNL o Capitão-de-fragata Calheiros Aguiar, bem como do Presidente da Junta de Freguesia do Laranjeiro e Feijó, Luís Palma, completando com a presença plena de muitos associados, no qual se seguiu um concerto e actuação do Coro Polifónico do CSA num ambiente eclesiástico sendo acompanhados na ultima peça interpretada por acordeão e viola, tendo programado a sua sonoridade para a ocasião em memória dos Associados falecidos. Foram momentos de grande emoção!

A sessão solene realizou-se na Sede Social, com a presença do Vice-chefe do Estado-Maior da Armada, Vice-almirante Bonifácio Lopes em representação do Almirante Chefe do Estado-Maior da Armada,  Almirante Macieira Fragoso, e iniciada com a inauguração da exposição de artes plásticas e decorativas do “Sempre a Aprender”. Este evento solene contou com a presença do poder autárquico da Câmara Municipal de Lisboa, Vereador Carlos Manuel Castro, pela Assembleia e Câmara Municipal de Almada, respectivamente Presidente Manuel Maia e Vereador Rui Martins, pela Junta de Freguesia do Laranjeiro e Feijó, Luís Maia e dos clubes militares, de várias associações militares e civis, e de muitos associados e respetivos familiares. A convite do presidente da Assembleia Geral o Vice-CEMA, Vice-almirante Bonifácio Lopes, presidiu à sessão solene.

Depois das boas vindas dadas pelo presidente da Assembleia Geral e da entrega dos diplomas aos associados que completaram 25 anos de fidelização, iniciou-se o período de intervenções, sendo o presidente da Direção o primeiro a usar da palavra. Referiu com orgulho a responsabilidade de comemorar os 40 anos do Clube, salientando a continuidade na promoção cívica, social, cultural e desportiva do cidadão/sargento. Seguidamente foi dada a palavra aos convidados e associados que assim o entendessem. Quase todos fizeram questão de a usar, para além do agradecimento ao convite formulado, teceram rasgados elogios ao CSA que sendo filho de Abril tem desenvolvido uma intensa e muito importante actividade associativa no Movimento Associativo Nacional. No final da sessão, usou da palavra o Vice-almirante Bonifácio Lopes que, em nome do Almirante CEMA, agradeceu o convite, e salientou as boas relações existentes entre o Clube e a Marinha, bem como o reconhecimento da Família Naval a que todos pertencemos pela obra alcançada pelos Sargentos da Armada desejando que perdurem as boas relações por muitos e longos anos.

Terminada a sessão solene seguiu-se um momento cultural, com a participação do quarteto de Saxofones da Banda da Armada, momento alto vivido com o profissionalismo das peças interpretadas pelos músicos da Marinha, tendo no fim do concerto tocado e acompanhados pela assistência os parabéns ao CSA. A finalizar o acontecimento, realizou-se o tradicional Porto de Honra ao CSA, como é nosso apanágio, convivemos com grande alegria e amizade.

Os Sócios do CSA continuam a acreditar e a apoiar os seus dirigentes com carinho e confiança para saber encontrar as formas para atrair a sua participação na vida do Clube. Vivemos momentos difíceis, mas simultaneamente, promissores.

Hoje, o CSA fez o pleno do seu lema: “Um Clube Vivo é um Clube participado.”

22 de Fevereiro 2015