1º Biénio 75/76 - Artur Lopes Ribeiro

1º Biénio 75/76 - Artur Lopes Ribeiro

Mesa da Assembleia

Orlando B. S. Lourenço, Acácio M. da Conceição, Isaurindo A. Horta, Florentino de Sá, Óscar A. G. Correia e Aníbal Tomé Romano.

Concelho Fiscal

Manuel C. Horta, Ricardo M. R. da Silva, José M. de Azevedo, Orlando J. R. Ferreira e Diamantino Alves.

Direcção

Artur L. Ribeiro, José M. V. Teixeira, Manuel S. Claro, Joaquim P. N. Duarte, Virgílio C. da Fonseca, José M. L. Martins, António M. M. Mendes, João M. P. Esteves e Manuel R. Fróis.

A equipa que integrou os Órgãos sociais do mandato deste primeiro Biénio, 1975/1976, teve como Presidente, Artur Ribeiro, e ficaria para a posteridade como o grupo que promoveu a constituição do Clube, um momento importante da vida associativa dos sargentos da Armada. É neste mandato que se criaram e estruturaram os serviços, secretaria, tesouraria, bar e restaurante, e foram regulamentadas as actividades e práticas que ainda hoje se mantêm, algumas das quais ganhariam tradição.
Ao criar as condições de funcionamento do CSA, estes primeiros Corpos Gerentes fecharam um ciclo importante da vida do Clube. Se bem que ainda não consolidado, estavam pelo menos dados passos valiosos e profícuos que permitiriam perspectivar e garantir, o que hoje se confirma: uma vida associativa plena de actividades.
Tal equipa, por ter sido eleita numa época fértil de entrega e entusiasmo, em que tudo era novidade (“qual flor que desabrocha, primavera que chega”), desenvolveu uma intensa e profícua actividade associativa, com grande participação de associados. Daí que a este mandato caiba uma das maiores fatias de ações concretizadas com bastante participação, fulgor e alegria.