Sargento-chefe ETC JOAQUIM JOSÉ NOBRE MARREIROS DA ASSUNÇÃO MELA

21-08-2015 21:54

Por despacho do Almirante Chefe do Estado-Maior da Armada, de 31 de julho de 2015, foi considerado como dado por si próprio o louvor concedido, em 19 de dezembro de 2014, pelo 387877 Contra-almirante EDGAR MARCOS DE BASTOS RIBEIRO, Comandante da Escola Naval, ao 501885 Sargento-chefe ETC JOAQUIM JOSÉ NOBRE MARREIROS DA ASSUNÇÃO MELA, o qual se publica: Vai destacar da Escola Naval, para posterior passagem à reserva, o 501885 Sargento-chefe ETC JOAQUIM JOSÉ NOBRE MARREIROS DA ASSUNÇÃO MELA, onde serviu durante 25 meses, desempenhando funções no ex-Departamento de Engenheiros Navais e atual Departamento de Ciências e Tecnologia (DCT) e no Serviço de Eletrotecnia e Audiovisuais (SEA), chefiando as secções de eletrónica e de audiovisuais durante mais de ano. Ao fim de quase trinta anos de serviço, o SCH ASSUNÇÃO MELA teve oportunidade de servir a Marinha em diversas unidades, repartindo as comissões entre os navios e os centros de comunicações em terra, passando também pela formação, quer nas escolas técnicas, quer, por fim, na Escola Naval, onde foi granjeando o reconhecimento e o respeito profissional que o notabilizaram. Militar disciplinado e disciplinador, de ação firme e determinada, pautou sempre a sua conduta pela discrição, elevado sentido do humano e vontade de bem-fazer, demonstrando em todos os momentos uma irrepreensível lealdade, sentido das responsabilidades, espírito de cooperação e uma atitude que servem de exemplo dentro e fora do serviço, tomando-se desde logo um colaborador valioso e uma peça fundamental no apoio às atividades, académicas e de investigação, levadas a cabo no departamento e no Centro de Investigação Naval. No âmbito do SEA, como chefe de seção, o SCH ASSUNÇÃO MELA foi responsável pelas atividades de planeamento e supervisão da manutenção dos equipamentos eletrónicos da Escola Naval, conciliando as exigências das solicitações com o planeamento e suporte aos auditórios e meios audiovisuais para cerimónias, conferências e outros eventos. Adicionalmente deu um importante contributo na preparação do serviço para responder aos requisitos de qualidade, impostos pela acreditação do ensino superior, e no enquadramento dos novos elementos que integraram o serviço, num contexto em que os recursos humanos atribuídos ao serviço têm alguma rotatividade. Na vertente logística, é de salientar o rigor emprestado à gestão do material de laboratório, cuja aquisição atempada permitiu a realização, sem constrangimentos, das aulas práticas e do desenvolvimento dos protótipos associados às dissertações de mestrado. Por conseguinte, constituiu-se numa peça fundamental e num precioso colaborador do chefe de serviço. Contudo, foi no apoio às atividades académicas e de investigação que o SCH ASSUNÇÃO MELA se evidenciou, partilhando os seus conhecimentos técnicos e a sua extensa experiência profissional OA1 N.º 33/19-08-15 10 com professores e alunos. Desde o suporte à elaboração dos trabalhos laboratoriais dos alunos, como a manufatura de circuitos e soldaduras, até à colaboração no desenvolvimento de soluções técnicas nos diversos projetos de investigação, o SCH ASSUNÇÃO MELA demonstrou consistentemente qualidades técnico-profissionais e desempenhos francamente acima da média, creditando-se como um elemento chave nos laboratórios de eletrónica da Escola Naval. Face ao exposto, fazendo uso da competência que me confere o artigo 64.° do Regulamento de Disciplina Militar, considero ser da mais elementar justiça dar público testemunho do desempenho assinalável do 501885 Sargento-chefe ETC JOAQUIM JOSÉ NOBRE MARREIROS DA ASSUNÇÃO MELA durante a sua comissão de serviço na Escola Naval, considerando que os serviços por si prestados o creditam como um sargento de muito e elevado mérito.

Voltar